Conteúdo Programático

MEDICINA DE TRÁFEGO

Histórico
Conceito
Áreas de atuação
Especialidade Médica
Contribuição da Medicina de Tráfego para a Segurança Viária
MEDICINA DE TRÁFEGO PREVENTIVA

 

EPIDEMIOLOGIA

Epidemiologia do acidente de trânsito
Coeficientes, taxas e índices aplicados ao trânsito
Distribuição, morbimortalidade, sequelas e incapacidades produzidas pelos acidentes de trânsito
Morbimortalidade dos acidentes de trânsito no Brasil


GRUPOS DE RISCO EM ACIDENTES DE TRÂNSITO

Pedestres
Crianças
Jovens
Idosos
Gestantes
Ciclistas
Motociclistas


ÁLCOOL E DIREÇÃO VEICULAR

Álcool e acidentes
Prevalência das vítimas fatais
Por que as pessoas bebem e dirigem
Como o álcool afeta o motorista
Circunstâncias que interferem na intoxicação alcoólica
Métodos de fiscalização
Legislação
Contribuição do Médico de Tráfego à elaboração das normas
Diretriz CFM/AMB/ABRAMET


MEDICAMENTOS, DROGAS E DIREÇÃO VEICULAR

Principais medicamentos que interferem na condução veicular
Drogas ilícitas e trânsito
Fiscalização
Legislação
Contribuição do médico de tráfego


DISTÚRBIOS DO SONO E DIREÇÃO VEICULAR

Principais distúrbios do sono com interesse em Medicina de Tráfego
Características e prevalência dos acidentes causados pelo Sono
Avaliação da SAOS (Resolução nº425/12)
Contribuição do Médico de Tráfego


MEDIDAS E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA ATIVA E PASSIVA

Proteções para ocupantes de veículos
Segurança ativa e passiva
Cinto de segurança
Airbag
Encosto de cabeça
Sistema de freios ABS
Barra de proteção transversal
EPI para motociclistas


TRANSPORTE VEICULAR DE CRIANÇAS

Orientações para pais e transportadores
O banco ocupado pela criança e o risco de ferimentos e morte
Dispositivos de retenção para crianças - Seleção do equipamento apropriado
Fiscalização
Legislação
Transporte escolar
Diretriz AMB/CFM/ABRAMET


O ESTADO DE SAÚDE DOS MOTORISTAS

O exame de aptidão física e mental para condutores e candidatos a condutores de veículos automotores
Legislação (Resolução nº425/12)
Anamnese, Questionário e Interrogatório complementar
Exame físico geral
Avaliação oftalmológica; principais patologias oftalmológicas que interferem na condução veicular. O sentido da visão e a administração de riscos durante a condução veicular. Importância das patologias oculares que interferem nas funções oculares.
Avaliação otorrinolaringológica: principais patologias otorrinolaringológicas que no ato de conduzir veículos.
Avaliação cardiorespiratória; doenças cardiológicas e risco de morte súbita durante a condução de veículos
Avaliação neurológica: o exame neurológico; diretrizes da ABRAMET/AMB/CFM para a avaliação de condutores e candidatos a condutores portadores de Epilepsia; principais patologias neurológicas que interferem na condução veicular
Avaliação do aparelho locomotor: dinamometria; caracterização das deficiências físicas para fins de habilitação; critérios para avaliação de condutores e candidatos a condutores portadores de deficiências físicas; adaptações veiculares e condução veicular segura para pessoas com deficiência; inclusão de pessoas com deficiência no universo do trânsito e da mobilidade saudável.
Avaliação dos distúrbios do sono; o sono, a fadiga e a segurança no trânsito.


MEDICINA DE TRÁFEGO LEGAL

Legislação de trânsito

Da habilitação
Das penalidades
A exigência Legal do Exame de Aptidão Física e Mental
Resolução nº425/12 do CONTRAN
Aspectos do CTB de importância para o médico perito examinador
Resoluções do CONTRAN de importância para o médico perito examinador
Credenciamento dos médicos peritos examinadores


Pré-Requisitos para inscrição na Prova de Título de Especialista em Medicina de Tráfego de acordo com a Resolução CFM nº. 2.005/2012:

1- Estar formado há pelo menos 2 anos, até a data final da inscrição, em Faculdade de Medicina reconhecida pelo MEC e encontrar-se regularmente inscrito no CRM da unidade da federação na qual trabalha.

 

2- Apresentar certificado de conclusão do programa de Residência Médica em Medicina de Tráfego, devidamente reconhecido pelo MEC com duração mínima de 2 (dois) anos, ou certificado de conclusão de treinamento em Medicina de Tráfego, previamente reconhecido pela ABRAMET, com duração equivalente ao do Programa de Residência Médica. Se o programa de treinamento em Medicina de Tráfego, previamente reconhecido pela ABRAMET, for inferior a 2 (dois) anos, deverá ter duração de no mínimo um ano e deverá ser apresentado certificado de Residência Médica ou Pós-graduação reconhecida pelo MEC ou Título de Especialista conferido pela AMB em especialidades médicas que tenham afinidades com os treinamentos exigidos no programa de Residência Médica em Medicina de Tráfego, cumprindo-se sempre a exigência de um período mínimo de 2 (dois) anos de formação.

Ou

Comprovação de treinamento/capacitação em Medicina de Tráfego por meio de atividades profissionais realizadas em um período mínimo 04 (quatro) anos. Neste caso os documentos deverão ser fornecidos através de carta original ou cópia autenticada, em papel timbrado, do diretor/coordenador da Instituição onde se deu a atuação profissional, com firma reconhecida em Notário.

Quando a comprovação de treinamento se der por meio de atividades profissionais, o candidato deverá comprovar participação em atividades científicas na área, as quais deverão atingir no mínimo 100 (cem) pontos, conforme o sistema de pontuação especificado (vide site da ABRAMET).

O candidato só terá sua inscrição confirmada em prova de Título de Especialista mediante a comprovação de que foram atendidos os pré-requisitos acima especificados, através da documentação apropriada devidamente encaminhada para a ABRAMET.